Atelier / Loja

Travessa das Mercês nº 20 - Bairro Alto - Lisboa
Horário: de Segunda a Sábado, das 12h às 21h
O Projecto Nalua® é uma forma de evasão ao stress do quotidiano!
Cada peça criada é única e representa um Momento Diferente.

Tudo é objecto de mudança: as formas, as cores, os estilos e os materiais. Misturam-se técnicas e materiais tradicionais com os do século XXI… o resultado:

Algo que se transforma em Novo, uma Surpresa e um Sorriso.

xx

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Hoje tu entras aqui:

à MINHA Buga (Maria)...
...porque tenho saudades, porque me fazes falta, porque sem ti os dias ficam mais vazios.
Foste o primeiro elemento a entrar na "tribo cá da casa". Para mim, a tua existência representava o concretizar de um sonho de 23 anos; para os outros eras uma espécie de "mana mais velha".
Passaram 4 meses, 6 dias e algumas horas desde que foste embora. Ainda há pouco, quando cheguei a casa, senti o de todos os dias: a tua ausência, a falta do barulho das tuas patas, do teu bafo de onça e do tal "kabum" que fazias ao bater com a cabeça nos moveis e nas paredes. Foste valente até ao fim e mesmo no último momento fizeste das tuas - quem ficou com o pé cheio de caca foi o teu dono maior :). Mesmo completamente cega, sempre acreditaste que qualquer porta fechada, era uma estrada sem destino por onde podias correr livremente. Tonta!
Entre Nascer, Viver, Amar e Parir tu és o 5º elemento da minha vida. Adoro-te meu cãozinho (que nunca te ralaste por seres tratada no masculino durante 15 anos). Mais logo, vou ter contigo.



4 comentários:

Duarte disse...

Para quem ama, não interessa cor, sexo ou raça...quem ama vê para além de...quem ama faz viver o outro, nos pensamentos , acções mantendo viva essa vida para alem do corporeo!
Deviamos viver essa saudade com alegria pela partilha de uma vida, mas doi...
um abraço
X.

Anónimo disse...

Biboca,

Deixaste-me emocionada e com lágrimas a correr pelo rosto, pelo conteúdo em si, pela forma como te expressas, e porque tal como tu também considero os meus bichinhos, como fazendo parte integral da m/ vida e família, nem quero imaginar o dia em que chegarei a casa e ñ os tenho a receber com manifesta alegria. Bjs minha linda

Cristina Caldeira

Anónimo disse...

Como a serpente q morde a cauda...principio e fim...amor e odio...saudade...q raio de palavra q o portuga haveria de inventar...com o miss u, esta choradeira deixaria de fazer sentido...com certeza nem existiria o fado!
É fantastico termos lembranças e amarmos assim...e n vou plagiar o outro, senao tb eu fico com o eyeliner borrado.A caozinha esta a fazer uma optima viagem, deixa te de saudosismos sff...senao tenho q te partir a boca toda...e o seguro n vai cobrir...fica em paz

Rita Catita disse...

A coisa mais bela e mais comovente que li nos últimos tempos....
Bjinhos.
Rita Travassos